Windows Phone - App Android

Opinião.11 Jul 2014

Windows Phone com aplicações Android?

Com a parceria entre a Nokia e a Microsoft o sistema operativo Windows Phone 8 ganhou mais popularidade entre os utilizadores de smartphones. Porém, o Windows Phone detém apenas 1% do mercado, o que não potencia o desenvolvimento de software por terceiros para estes dispositivos. O número reduzido de aplicações para Windows em comparação com o Android e o iOS é um entrave a muitos utilizadores que ponderam mudar para um telemóvel Windows.

Já no início deste ano a Blackberry deparou-se com o mesmo problema. A marca canadiana não atingiu a quota de mercado pretendida e, para conseguir chegar a mais utilizadores, teve de aumentar o portefólio de aplicações para os seus smartphones. Em vez de persuadir mais programadores a desenvolver para o seu sistema operativo, a Blackberry optou por ceder perante a Google e permitiu a instalação de apps Android.

Corre o rumor que a Microsoft vai seguir os passos da Blackberry e disponibilizar aplicações Android no seu sistema operativo, de forma a tentar solucionar esta limitação. Com a maioria dos programadores de aplicações para dispositivos móveis a desenvolver software para Android e iOS, o Windows Phone não consegue ter a mesma oferta que a sua competição. Uma parceria entre as duas gigantes tecnológicas poderia mudar isso apesar de não se saber imediatamente qual delas sai a ganhar com este acordo.

Ao surgir esta notícia, muitos defensores do sistema operativo da Microsoft não receberam bem a novidade, dizendo que se procurassem uma experiência Android não tinham comprado um smartphone Windows. Mas apesar disso, esta integração iria favorecer quem desenvolve aplicações Windows Phone, pois um programador que se foque neste sistema operativo está apenas a trabalhar para um nicho de mercado. Por sua vez, se esse trabalho for aplicado a desenvolver para Android, irá ter muito mais procura e um público-alvo mais alargado. Pode também ter o efeito negativo de haver menos interesse pelo desenvolvimento de aplicações nativas para Windows quando é possível desenvolver aplicações em Android para o mesmo sistema.

Em termos de "user experience" esta conjugação de tecnologias poderá deixar algo a desejar, pois as aplicações para Android têm o seu sistema operativo como ambiente natural e podem não se adequar bem às funcionalidades do Windows Phone. Poderá também haver problemas em relação ao desempenho porque se as aplicações precisarem de um emulador para correr o consumo de recursos será muito mais elevado.

Com isto também a Google pode sair beneficiada ao estender a Play Store aos utilizadores do Windows Phone. Ainda é cedo para dizer se a Microsoft irá confirmar este rumor, mas se for tomado este passo pode ajudar a preencher a lacuna da oferta de aplicações e aumentar a sua quota de mercado. Esperamos uma confirmação oficial que esclareça este rumor por parte da empresa norte-americana.

Bruno Gouveia