Opinião.25 Out 2012

Web Design em 2013 - Perspetivas e Tendências

2013 aproxima-se e como é hábito na reta final de mais um ano os profissionais das mais diversas áreas começam a interrogar-se de como funcionará o mercado no ano que se irá suceder, quais as principais tendências a seguir, as melhores práticas, o que é que poderá suscitar interesse. Nas áreas de negócio em que o consumidor final é o cidadão comum, como é o caso do Web Design, essas questões ganham particular relevância.

Já é possível prever algumas tendências que se começam a denotar e que provavelmente se tornarão vulgares nas aplicações web de 2013. Eis uma lista composta por 5 das mais proeminentes tendências para o ano que vem, e respetivos exemplos:

  • Responsive web design

    A proliferação de dispositivos móveis obriga a que muitas aplicações web sejam acessíveis em ecrãs de variadas resoluções e tamanhos. Ao invés de se construir um site para cada tipo de dispositivo, o design "responsivo" consiste em criar uma interface que reage de forma diferente consoante a dimensão do ecrã.

    É seguramente mais prático e viável, embora seja fundamental uma planificação cuidada de conteúdos e disposição de elementos gráficos. Num computador desktop consegue-se ter essa percepção redimensionando a janela do browser.

    www.sapo.pt

  • Tamanhos de letra maiores e tipos de fonte mais cuidadas

    Além de cumprir a função óbvia de informar, a tipografia é importantíssima na estética de um a página. Nos sites mais recentes o tamanho da fonte tem vindo a aumentar dos habituais 11px a 12px para os 14px a 16px, tornando-se mais fácil ler "em diagonal" para quem procura determinadas frases ou referências.

    Além da alteração do tamanho, vai crescendo também o número de diferentes fontes para além das fontes de sistema, sobretudo utilizadas em headings.

    www.smashingmagazine.com

  • Infografia

    O conteúdo mostrado em jeito de infografia é visualmente mais apelativo do que a simples disponibilização de texto, permitindo uma análise de dados mais fácil por parte do utilizador ao mesmo tempo que torna o estilo da página mais composto. Prima-se pela utilização de gráficos encabeçados por headings com estilos próprios e cuidados ao invés de pequenos blocos de texto ou descrições.

    www.conheceracrise.com

  • Fundos de ecrã inteiro

    Tem-se tornado uma prática comum tentar aproveitar na totalidade a dimensão de ecrã de cada utilizador. Embora o fundo de uma página não tenha como principal função ganhar destaque a verdade é que se este causar impacto e for apelativo, mais facilmente o utilizador atenta ao conteúdo que nele está inserido.

    O uso de imagens redimensionáveis como fundo é cada vez mais frequente, sobretudo quando aliado a transições de fundo que respondem ao scroll do utilizador.
    Para aplicações web com pouco conteúdo, criar um site de apenas uma página é uma boa opção, navegando entre os conteúdos através de um sistema de âncoras (os links do menu apontam para conteúdos presentes na mesma página). Este tipo de navegação torna-se ainda mais interessante quando se criam efeitos de transição entre conteúdos, tal como o "parallax scrolling".

    www.grabandgo.pt

  • Metro Style

    Popularizado essencialmente pelo Windows 8, o design "Metro" identifica-se pela utilização de grandes blocos de informação, distribuídos em toda a largura e altura de ecrã.
    Este estilo propícia uma navegação bastante agradável principalmente em ecrãs sensíveis ao toque. É uma forma de design que enaltece o digital e ajuda a criar a sua própria identidade, ao contrário da web imersiva que recorre principalmente a imagens como elementos estilísticos (de maneira a criar associações e metáforas entre o digital e a vida real).

    www.sagres.tv

É importante referir que não se pode aderir a todas estas tendências na construção de uma aplicação web até porque algumas são incompatíveis entre si, logo a sua mistura possivelmente resultaria num produto final confuso e sem identidade própria.

O utilizador comum desempenha neste aspeto um papel preponderante no rumo de todas estas tendências uma vez que estando a par das novidades eleva os requisitos e expectativas de navegação.

Se a exigência do público em geral for elevada, acentuar-se-á o estímulo a novas ideias por parte de quem trabalha na área, de maneira a responder a novos ímpetos e consequentemente dar origem a uma evolução mais imediata no web design.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Tony Oliveira