Opinião.20 Mar 2015

Um pouco mais Contactless

A tecnologia precisa, muitas vezes, de um "empurrãozinho" para dar o salto e chegar ao consumidor. Mas mesmo quando chega ao consumidor, é necessário dar-lhe o espaço para ser usada. Vem isto a propósito das notícias sobre uma grande cadeia de supermercados que passou a aceitar transacções com cartões contactless. Significa isto, cartões que necessitam apenas de estar a uns centímetros dos terminais de pagamento.

Esta tecnologia não é nova e em muitos países é já utilizada com alguma frequência para pagamentos. Por cá, por exemplo, já podíamos ver um modo de funcionamento semelhante nos passes de comboio ou metro. Agora também poderemos fazer compras "num piscar de olhos".

Para se ter uma ideia, apesar dos cartões já estarem na posse dos consumidores há algum tempo, acredito que a percentagem de transacções efectuadas era bastante pequena. Com a aceitação por parte de uma grande cadeia de lojas, certamente esse número aumentará e é de esperar que outras lhe sigam o exemplo.

Este pequeno exemplo pretende demonstrar que existem vários intervenientes para que um produto possa singrar no mercado. Se em alguns casos o produto é, por si só, vendável, noutras situações é necessário dobrar algumas esquinas até se chegar ao destino. Ou então, com a força certa, dobrar as esquinas.

Para terminar, dizer ainda que a tecnologia por trás destes cartões é o NFC, que já é utilizado em várias situações, sejam elas controlo de stocks, de pessoas ou, como referido, para pagamentos.

Ricardo Lage