Opinião. 2 Out 2015

UI Design - Consistência Visual

Como explicado no meu post anterior "UI Design - Atração Visual", um design apelativo e atraente ajuda a captar e a prender a atenção do utilizador, dando-lhe uma sensação de confiança e de familiaridade necessária para criar valor.

Existem alguns fatores que ajudam a otimizar visualmente um website, a consistência visual é um deles. É por isso crucial perceber qual a sua importância no desenvolvimento de uma aplicação web.

A consistência visual é essencial para reduzir o atrito cognitivo da interface. Um projeto pouco coerente pode resultar num design difícil de alcançar, produzindo desconfiança por parte dos utilizadores.
No entanto, isso não significa que tudo tem de ser uniforme e enfadonho. O balanço entre familiaridade e originalidade não é linear, sendo este um dos grandes desafios no que respeita ao design.

Por norma quando os utilizadores compreendem de forma intuitiva uma função, a sua experiência é positiva. Por essa razão é que uma aplicação consistente, salvo raras exceções, baseia-se em padrões e paradigmas que os utilizadores estão habituados, facilitando assim a sua capacidade de aprendizagem.
As expectativas dos utilizadores transitam de experiências anteriores. Quando aproveitamos a história de navegação a nosso favor, ou seja, quando somos consistentes face às experiências exteriores e temos em linha de conta convenções standard, diminuímos a possível frustração dos utilizadores ao usar uma determinada aplicação.

Segundo um estudo da Google, os websites menos complexos e que transmitem paralelamente uma sensação de familiaridade convencem os utilizadores a ficar. O que significa que ao projetar um website devemos considerar ambos os fatores de forma a não contrariar as expectativas dos utilizadores.

A consistência divide-se em duas categorias - a externa e a interna. A externa refere-se à consistência da nossa interface face a outros produtos. Por exemplo, um utilizador que utilize o "Google Docs" ou qualquer outro editor de texto vai encontrar, no menu superior, elementos bastante familiares aos que já usou no" Word" da Microsoft.
A consistência interna, como o nome indica, está relacionada com a coerência visual dos diferentes elementos presentes na interface. Existem alguns aspetos que determinam a eficiência da consistência interna, como a cor, a tipografia, a terminologia, a localização, o próprio layout e todos os seus elementos gráficos (ícones, botões, notificações, etc?). Até as animações e as transições podem ajudar ou prejudicar o fluxo visual. Por ser algo um pouco complexo, algumas empresas criam o seu próprio manual onde compilam todas as regras num único guia de estilos.

A consistência visual é sempre aconselhável mas em determinadas situações poderá ser necessário criar "ruído" de forma a captar atenção. Ainda assim nunca nos devemos esquecer que a irreverência só funciona quando a consistência está presente, caso contrário nada se destaca.
Existem poucas dúvidas de que a consistência é de fato importante para os utilizadores, até porque torna o website previsível, no bom sentido da palavra, e de fácil utilização. Pode inclusivamente ajudar a minimizar os custos de desenvolvimento e de manutenção, pois ao criar um conjunto de modelos de páginas e aplicando-as a todo o website, conseguimos muitas das vezes aproveitar partes predefinidas do próprio código.

O sentido da visão comanda em grande parte o modo como os seres humanos interagem com o meio envolvente, por isso qualquer UI (user interface) que se espera bem sucedida deve priorizar sempre a interação visual.

Catarina Acúrcio