Opinião.17 Mai 2010

Sistema Modular

Diariamente, milhares de designers enfrentam novos desafios no que respeita à disposição de espaços e ordenação de informação.
Uma das práticas essenciais para obter um layout equilibrado e funcional é o uso de um sistema de grelhas. A sua utilização permite que o resultado final se apresente bem ordenado e fiel aos objectivos comunicacionais.

O sistema de grelhas é aplicado em diversos suportes como jornais, folhetos, revistas, catálogos, televisão e em websites. A incorporação de todos os elementos gráficos neste tipo de sistema cria um sentido de planificação e de clareza. Essa estrutura matemática concede ao layout uma ordem definida, que aumentará a credibilidade e confiança face à informação nele contida.

No caso dos websites as grelhas permitem criar uma identidade visual com base na ordenação de colunas, linhas e espaços. Quando um projecto possui muita informação, é primordial que esta estrutura esteja bem definida, pois é importante que o utilizador consiga navegar pelos muitos caminhos de forma fluida, sem ter de pensar ou procurar muito.
Outra das razões para o uso de grelhas num projecto de webdesign é facilitar a projecção do mesmo. Um designer facilita o trabalho de um programador se utilizar uma base bem pensada para o corte dos elementos.

Então mas as grelhas tornam os sites enfadonhos e sempre iguais?!
Não necessariamente. As grelhas ajudam a estabelecer regras para a navegação de um site, mas não precisam ser rígidas. Ordem não precisa ser sinónimo de inflexibilidade, e com o domínio das grelhas é possível estabelecer um ritmo visual que capte a atenção do utilizador e que ao mesmo tempo crie uma linha de continuidade.

O propósito da utilização de uma estrutura baseada numa grelha lógica é o de facilitar a hierarquização de títulos, subtítulos, textos e imagens, permitindo assim uma fácil e rápida leitura, bem como o entendimento da mensagem por parte dos utilizadores.

Catarina Acúrcio