Pokemon Go

Opinião.12 Ago 2016

Pokémon Go como ferramenta de Marketing

Se estiver a passear na rua e se deparar com muitas pessoas a olhar para o telemóvel não estranhe, pode estar perto de uma Pokéstop que é o lugar favorito dos "caçadores" de Pokémons.

O Pokémon Go é o jogo móvel mais descarregado de sempre! Trata-se de um jogo de realidade aumentada que nos EUA conta já com uma taxa de utilização diária superior ao WhatsApp e Instagram.

Este fenómeno chegou a Portugal no dia 15 de Julho e nem as marcas ficaram indiferentes a este jogo que está a revelar-se uma excelente ferramenta de marketing.

O jogo tem como objetivo capturar e treinar Pokémons, ao jogador interessa ter muitos Pokémons e de qualidade. Para alcançar esse objetivo este terá de frequentar as Pokéstops e os Ginásios.

As Pokéstops são locais que oferecem pokébolas (necessárias para capturar os pokémons), eggs (para serem incubados), incensos (para atrair mais Pokémons) entre outros itens essenciais para o jogador.

Os Ginásios são sítios onde os Pokémons treinam e lutam com outros Pokémons para defender ou conquistar os ginásios.

Algumas marcas reconheceram na dinâmica do jogo uma oportunidade de atrair maior tráfego aos seus estabelecimentos, aumentar vendas de determinados produtos, etc.

Uma vez que para caçar Pokémons é necessário explorar novas ruas, cidades, lugares desconhecidos e sendo a caça aos Pokémons também uma experiência social, existem marcas a organizar caminhadas para caçar Pokémons. A Odisseias, por exemplo, organiza circuitos numa 4L de forma a tornar a experiência ainda mais emocionante; o Hotel Pestana Vintage Porto disponibilizou um Pokémon Go Concierge para mostrar aos hóspedes onde se encontram os Pokémons tanto no hotel como na cidade, através da organização de visitas guiadas.

As marcas de tecnologia também se mostraram atentas ao fenómeno e como o jogo consome bastante bateria dos dispositivos surgiram soluções para colmatar essa necessidade, foi o caso das powerbanks da Asus e dos poképacks da Vodafone(telemóvel + powerbank).

Outras marcas aproveitaram o facto de serem uma Pokéstop, como é o caso do estádio Sport Lisboa e Benfica e do MacDonald's, e anunciaram isso nas redes sociais levando não só mais pessoas ao estabelecimento como criando buzz nas redes sociais.

Estabelecimentos perto de Pokéstops aproveitam esse facto e lançam "lures" (um género de isco para atrair Pokémons para uma área específica com a duração de 30 minutos) para levar os jogadores ao local de venda, onde depois é mais fácil concretizar a venda enquanto os jogadores estão animados a caçar Pokémons.

O Continente também quis aproveitar as potencialidades de marketing do Pokémon Go e organizou em mais de 25 lojas Continente as "Lure Parties Pókemon Go" onde os visitantes tiveram a possibilidade de capturar Pokémons. O Continente afirma ter ganho mais 12 mil "Gostos" na página de Facebook apenas com este evento.

Muitos são os eventos e campanhas que surgiram e continuarão a surgir devido ao sucesso deste jogo. Algo que parecia ser apenas um jogo para entreter está a revelar-se uma importante ferramenta de marketing.

Se tem um negócio e ainda não se ligou ao jogo aconselho-o a fazê-lo, o seu estabelecimento pode estar entre Pokéstops, ser um Ginásio ou ter Pokémons raros no seu interior. 

Vera Libânio