Opinião.28 Set 2010

Pequenos grandes dilemas

Enquanto utilizadores, ao navegarmos na Internet, já nos apercebemos que uma determinada página não é apresentada correctamente num ou noutro "browser". Estas limitações devem-se muitas vezes à versão do software que estamos a utilizar, mas não só.

A W3C (World Wide Web Consortium) é uma entidade que, a nível mundial, tenta padronizar as boas práticas de desenvolvimento, de acessibilidade, entre outras.

A grande vantagem da padronização é que, no limite, uma página desenvolvida para um determinado "browser" irá ser bem interpretada por um seu concorrente. Infelizmente, e apesar dos padrões existentes, não acredito que um dia seja possível apresentar uma página correctamente em todos os "browsers" sem um pouco de trabalho extra para os programadores. Isto porque, da parte de quem desenvolve o "software", há a necessidade de incorporar funcionalidades que os distingam da concorrência, levando a que algumas normas sejam ignoradas.

No meio desta guerra entre empresas os programadores sofrem vários dilemas, como por exemplo as versões dos "browsers" a suportar. Actualmente, Mozilla Firefox, Google Chrome ou Apple Safari são actualizados constantemente. Estas actualizações permitem que os utilizadores tenham a versão mais recente e segura garantindo que as páginas mais avançadas da Internet serão bem apresentadas nos seus computadores.

Por outro lado o IE da Microsoft sofre do problema inverso, ou seja, falta de actualizações constantes, o que faz com que uma versão desactualizada seja muito utilizada.

Na One Small Step testamos as páginas que desenvolvemos nos browsers mais comuns, como forma de colmatar as limitações muitas vezes impostas pelo próprio software.

O objectivo é o utilizador final não perceber as diferenças quando visita os websites, quer seja no IE, Firefox ou Safari.

Ricardo Lage