Novidades Google Glass

Opinião.27 Fev 2014

Novidades Google Glass

Em 2012, mais concretamente no mês de abril, os óculos da Google - Google Glass - foram oficialmente apresentados ao mundo. Onze meses depois da sua primeira versão o Google Glass já podia ser encomendado e explorado por algumas pessoas. Desde então o novo gadget já conta com várias novidades e versões.
Depois de alguns adiamentos e apesar de ainda não existir nenhum comunicado oficial da Google, prevê-se o seu lançamento no final deste ano.

Desde o início que este projeto suscitou curiosidade e alguma preocupação, principalmente no que respeita à invasão de privacidade. No entanto a possibilidade de ter um dispositivo móvel mais evoluído que faz tudo o que, por exemplo, um smartphone faz e que como bónus é quase um kit mãos livres, é bastante tentadora.

Uma das grandes novidades deste ano foi a criação de uma nova linha de armações - Titanium Collection. Como prometido, a Google apresentou o Glass "encaixado" em vários modelos. Além de permitir a utilização do dispositivo a pessoas que usam óculos, ainda torna os Google Glass menos "geek". Cada uma destas armações tem um custo de 225 dólares que acresce ainda ao preço do próprio Glass - 1500 dólares. O desenho foi feito pela própria equipa do Glass e está disponível em 4 modelos diferentes: curve, thin, split e bold, que podem ser adquiridos numa das cinco cores existentes. Para além destas novas armações a Google apresentou também a possibilidade de colocar lentes escuras, que são depois agarradas ao Glass tradicional. Estas lentes existem em três formas diferentes: edge, active e classic. Infelizmente as armações não são dobráveis e nem se podem separar do Glass.

Atualmente já existem algumas aplicações interessantes, como o "drivesafe" que usa os sensores do Glass para detetar quando o condutor está a adormecer, notificando-o através de uma mensagem sonora, e o direciona para a área de descanso mais próxima, utilizando o sistema de GPS integrado.
O "race yourself" ainda em versão beta, é outra aplicação com um enorme potencial. Permite interagir com objetos 3D, correr com pessoas virtuais inclusive atletas profissionais e até fugir de zombies. Existem mais de 30 jogos que misturam o real com a realidade virtual, tornando o exercício mais interessante e único.
Patrick Jackson, bombeiro de profissão, está a desenvolver outra app que eu acho promissora. Esta aplicação poderá ajudar no trabalho da generalidade dos bombeiros. As primeiras versões ainda só permitem o envio e receção de mensagens e a localização das bocas-de-incêndio mais próximas mas a ideia é no futuro permitir o fornecimento de mapas e plantas, bem como diagramas de extração de veículos.

O Google Glass tem sido explorado nas mais diversas áreas e já existem vários exemplos da sua diversificada utilização. A companhia aérea "Virgin Atlantic" usou este dispositivo com o intuito de melhorar os seus serviços. Este dispositivo permite à companhia uma maior proximidade com os clientes transmitindo informações ao passageiro sobre o voo, tempo e temperatura do local onde irá aterrar, na sua própria língua sem ser necessário pedir a sua identificação. O pessoal de bordo poderá também conhecer melhor os hábitos de cada passageiro e otimizar o seu trabalho de forma a prestar um serviço de excelência.
A polícia de Nova Iorque também já testa este gadget e avalia a possibilidade de utilizar o Google Glass para investigação e deteção de criminosos procurados. O Glass poderá ajudar no reconhecimento de suspeitos através da comparação com as bases de dados da polícia, tornando assim o processo mais rápido e eficaz.
Também na medicina o Glass já mostrou o seu potencial. Já foram transmitidas intervenções cirúrgicas, em direto, acompanhadas por médicos especialistas, professores e estudantes. Este poderá ser um grande avanço para a comunidade médica já que proporciona a intervenção assistida e permite recolher informações do paciente, em simultâneo.
Para os fanáticos de desporto o Google Glass também pode ser útil. A equipa da NBA - Warriors, em parceria com a empresa de desenvolvimento Yinzcam testou uma aplicação que pode mudar a forma como se interage com o jogo. Aqui fica o vídeo.

Em resposta às constantes discussões sobre a utilização destes óculos, a Google publicou uma lista de boas práticas direcionada aos exploradores do que "fazer e não fazer" com o seu dispositivo e usa especificamente o termo "Glasshole" numa das alíneas. O site americano Mashable publicou um vídeo que mostra algumas atitudes típicas de "Glassholes".

O Google Glass poderá nunca vir a ser invisível mas será que algum dia será visto como algo normal?
Aqui fica um vídeo curioso da reação de alguns Nova Iorquinos a estes óculos.

Quer se concorde ou não com este avanço tecnológico a verdade é que estes óculos não passam despercebidos. Os Google Glass são tema de conversa, de peças de humor e de crítica social. Deixo aqui um vídeo que brinca com a utilização em público destes óculos e ainda o episódio da famosa série Simpsons, que apresenta questões pertinentes em relação aos óculos de realidade aumentada da Google e que pode ser visto através do blog independente "Shifter".

Fonte da Imagem

Google Glass

Catarina Acúrcio