Meteorologia Personalizada

Opinião.28 Fev 2013

Meteorologia Personalizada

Dos inúmeros serviços disponibilizados na internet, confesso que um dos que mais me impressiona é o serviço de meteorologia de alguns sites, nomeadamente o windguru.

Sites como o www.WindGuru.cz (República Checa) e portuguese.wunderground.com apresentam gratuitamente, um grau de confiança impressionante aos seus utilizadores.

Como é possível?
Bem, à partida poderíamos acreditar num incrível investimento em estações meteorológicas espalhadas pelo mundo inteiro. Considerando igualmente o custo da sua manutenção. Acreditei nisto, até ao momento que vi um amigo com uma estação meteorológica em casa comprada com pouco mais de 100€.

Esta estação mede velocidade e direcção do vento, temperatura e humidade relativa interior e exterior, quantidade de chuva, níveis UV, etc... Para além de medir dados reais, faz pequenas previsões locais como "tendência do tempo", tipo mais para a chuva ou para o sol? um pouco como o Galo de Barcelos (na casa dos nossos avós) que mudava a cor da cauda conforme o tempo, mas mais tecnológico. Agora a "Cor da Cauda" já tem muitos mais tons para mudar.

O que engrandece o sistema é a possibilidade de nos registarmos numa determinada comunidade/plataforma/site e podermos ligar em tempo real a nossa estação meteorológica. Passamos assim, a ser uma célula de uma mega rede de sensores meteorológicos, que fornecem dados a uma entidade. Posteriormente esta entidade vende os dados armazenados em bruto ou em formato trabalhado a outras entidades.

Sistema bonito, certo? Ganha toda a gente.
Ganha o particular porque tem um gadget engraçado em casa e acesso privilegiado a informações meteorológicas como colaborador da comunidade onde se registou.

Ganha a entidade porque presta o serviço de fornecimento de dados e/ou informações meteorológicas com um elevado grau de confiança (pelo nº de estações instaladas).

E ganham os clientes que compram esses serviços porque estão a comprar dados com um grau de confiança bastante elevado a um preço bastante mais reduzido do que seria de esperar se tivessem que eles próprios montar a rede de estações.

No caso que tive o prazer de analisar, usámos uma estação Watson W-8681-SOLAR. Esta estação é composta por um kit de sensores e uma central móvel que comunicam por wireless.

Depois de a configurarmos, instalámos um aplicativo freeware chamado Cumulus (ver imagem 3).

Após algumas configurações básicas tais como a localização exacta da nossa estação (latitude, longitude, nome, etc.), acedemos à plataforma portuguese.wunderground.com e criámos um registo para a nossa estação.

Voltámos ao aplicativo Cumulus e usando o registo agora criado, configurámos o upload automático de dados da nossa estação.

Voilá! A nossa estação faz agora parte da mega rede de sensores meteorológicos do mundo e nós temos acesso a algumas informações reservadas apenas a utilizadores participantes.

Bruno Gouveia