Opinião. 6 Jan 2010

Menu de Navegação

Embora seja uma preocupação permanente, no iníco de cada ano prestamos especial atenção a toda a informação que nos ajude a perceber quais serão as novidades nas nossas áreas de actuação.
Como empresa de prestação de serviços na área do Web Design a One Small Step procura utilizar soluções, linguagens de programação e elementos de design que imprimam aos seus projectos um carácter inovador.

Abranger num único post os inúmeros elementos que compõem um website tornaria este texto mais extenso do que seria desejável pelo que, para já, me vou focar apenas num dos elementos mais importantes do design de um website, o Menu de Navegação. Por funcionarem como porta de entrada para os conteúdos e por habitualmente ocuparem a posição de maior destaque, os menus são geralmente alvo de particular atenção sempre que se cria uma nova interface.

Segundo os sites da especialidade, este ano vamos passar a ver com mais frequência menus onde se pretende criar a ilusão de profundidade, simulando elementos tridimensionais, recorrendo a sombras e volumes para alcançar esse efeito.

Embora já seja frequente ver items de menu que recordam os balões da banda-desenhada, estes vão surgir também em maior número e nos mais diversos formatos, redondos, quadrados com cantos arredondados ou mesmo com formas irregulares.

Com o incremento da velocidade dos serviços de acesso à internet aumenta a liberdade de criação e surgem elementos mais complexos e pesados. Apesar da preocupação em desenvolver websites rápidos se manter esta já não tem as restrições de à uns anos atrás. Talvez por isso o número de websites que utilizam icons associados aos botões de menu tenha vindo a aumentar. Durante o corrente ano vamos passar a ver mais exemplos da utilização destes icons com o objectivo de facilitar a navegação, uma vez que estes ajudam o utilizador a identificar rapidamente e de forma intuitiva aquilo que procura dentro de determinado website.

Com as funcionalidades que o javascript introduziu tornou-se mais fácil animar botões e outros elementos recorrendo apenas a código. Em vez de utilizar elementos criados em Flash será também, cada vez mais, usual ver estes elementos animados com programação.

Como a maioria dos websites têm geralmente formas rectilínias e obedecem a uma estrutura ordenada, o recurso a formas irregulares e diferentes para cada botão de menu permite quebrar esta monotonia produzindo resultados menos estáticos ou rígidos.

À semelhança das formas irregulares também os cantos arredondados vão continuar a ser muito utilizados, porque tal como os primeiros quebram a monotonia e rigidez das grelhas utilizadas para estruturar os websites e simultaneamente reforçam a ideia de botão, o que leva o utilizador a clicar.

Por fim, cada vez mais designers recorrem a soluções que simulam o passar de página de uma revista recorrendo a setas ou números, para avançar, retroceder ou saltar directamente para a página ou conteúdo que pretendemos visualizar em vez de lhe atribuir um botão com o nome da área.

Jorge Mendes