Opinião.26 Jul 2010

Home Page

São cada vez mais as empresas que querem criar ou aumentar a sua imagem comunicacional e presença na internet.
Sejam elas pequenas, médias ou grandes o objectivo é na maioria dos casos comum. Todas elas querem informar e vender os seus serviços a um maior número de pessoas para competirem entre si e ganhar um lugar de destaque no mercado em que estão inseridas.

A necessidade de comunicar é a razão principal dos websites existirem. Estes possibilitam às empresas novas formas de publicitarem os seus serviços e novidades a potenciais Clientes, bem como aos seus Clientes habituais. É por essa razão que são tão importantes na estratégia de imagem de uma empresa.

A primeira impressão nasce do que vemos. Os nossos olhos processam vários elementos visuais ao mesmo tempo e é com esses que formamos opiniões acerca das pessoas. Com os websites acontece a mesma coisa. A home page de um website equivale à capa de uma revista ou primeira folha de um jornal. Funciona como cartão-de-visita, assumindo um papel importante no primeiro contacto e experiência de qualquer utilizador.

Devido ao seu papel de destaque, existem alguns factores que se devem ter em conta antes de se definir qualquer protótipo da home page:

- O texto só é lido depois de um "scan" geral à página;
- Deve conter informação significativa que faça o utilizador interessar-se (notícias, destaques, imagens, curiosidades, tópicos…etc.);
- O espaço branco funciona como elemento gráfico;
- A forma e a função devem andar sempre juntas;
- "Less is more" – não deve ser uma página carregada de informação;
- Deve ser alvo de diversas actualizações para se manter activa e dinâmica;
- Deve responder às perguntas mais comuns dos utilizadores (o que é isto?... o que é que fazem?...etc.)

Graficamente, esta página deve conter elementos de destaque, que saltem à vista e que façam valer todo o potencial da empresa. Desenhar a home page com especial atenção à experiência do utilizador é meio caminho andado para conseguir captar o seu interesse e possível navegação pelo resto do site. A utilização de recursos como headlines dominantes, slideshows, ícones, imagens e espaços brancos ajudam a criar pontos de foco e de compreensão, influenciando no final a satisfação do utilizador como possível Cliente no futuro.

Catarina Acúrcio