Opinião.30 Mai 2014

Estradas Solares

Imaginemos uma estrada que em vez de asfalto tem painéis solares. Humm... esta é capaz de ser uma forte candidata ao prémio de ideia mais estapafúrdia do dia. Mas o mesmo devem ter dito da ideia de Alexander Bell de unir dois copos com um fio para que duas pessoas pudessem conversar à distância.

Mas voltemos às estradas. Estradas cobertas com painéis solares que se pagassem a longo prazo com a energia que poderiam armazenar, estradas que permitissem reduzir a nossa dependência da energia produzida a partir de combustíveis fósseis, estradas que eliminassem o problema da autonomia dos carros elétricos uma vez que os carros poderiam carregar as baterias enquanto estivessem estacionados ou parados em semáforos.

Mas estas estradas podiam ser ainda mais úteis. Os painéis solares podiam iluminar-se para definir marcações e faixas de rodagem, ou podiam assumir uma cor diferente quando pisadas por pessoas ou animais avisando os automobilistas da sua presença, ou ainda assumir tonalidades diferentes de acordo com as condições de tráfego.

Todas estas ideias estão em fase de projeto desde o início do século XXI, quando um casal norte-americano sugeriu este projeto e fundou a empresa Solar Roadways. Já foi construído um protótipo num pequeno parque de estacionamento e o Departamento de Transportes dos EUA atribuiu dois financiamentos a este projeto.

A ideia à primeira vista parece louca ou tirada de um filme de ficção científica. Mas aos poucos tem vindo a ser desenvolvida e talvez daqui a uns anos possamos ver os drive-through das grandes marcas de fast-food com este tipo de pavimento nos parques de estacionamento, ou então ciclovias e percursos pedonais com painéis solares.

A maior dificuldade é sem dúvida o financiamento. É necessário estudar os materiais necessários para suportar o peso de carros e camiões e o desgaste provocado pela passagem dos veículos. A primeira ideia foi usar o mesmo material usado na construção das caixas negras dos aviões, mas só experimentando será possível refinar ideias e corrigir erros. Para já conseguiram angariar 1.4 milhões de dólares através de uma campanha de crowdfunding. De acordo com a empresa este dinheiro será usado na aquisição de materiais e tecnologia para a construção dos painéis solares.

Pode ser que num futuro mais ou menos próximo passemos a ter estradas solares. Não seria a primeira vez que uma ideia maluca se transformava em algo capaz de revolucionar a nossa vida e a nossa sociedade.

Mais informações em www.solarroadways.com.

Fernando Pina