Opinião.29 Abr 2016

Em Tempo Real

Há uns anos atrás disponibilizar informação em tempo real poderia ser considerado tecnologia de ponta, mas com o passar do tempo tornou-se parte integrante de muitos sites e aplicações. O Facebook utiliza este método para enviar notificações, a Uber para fazer o tracking dos veículos e a Google para permitir a colaboração simultânea no seu Docs.

É frequente vermos estas e outras funcionalidades deixarem de ser meramente interessantes para se tornarem indispensáveis. Vejamos o exemplo do iPhone da Apple, quando foi lançado em 2007 revolucionou o mercado dos smartphones pela forma como se interagia com os conteúdos, mas entretanto o deslizar dos dedos sobre o ecrã que o tornava tão inovador transformou-se no standard de todos os smartphones.

A informação em tempo real vulgarizou-se mais rápido nas aplicações como a da Uber porque é evidente a vantagem desta nos serviços de geolocalização, no entanto sites como o Facebook e Twitter também tiram partido da informação em tempo real para mostrar aos seus utilizadores dados sempre atualizados. Se a informação sobre algo que gostamos ou que nos diz respeito ficou disponível, nós queremos saber de imediato.

Então devemos utilizar esta tecnologia nos nossos produtos, quer sejam aplicações ou sites?

Antes de mais é importante perceber que toda esta informação pode ser crucial para captar os nossos utilizadores, mas se for excessiva ou mal gerida pode ter um reverso e funcionar como spam, afastando-os! O feed do Twitter é um bom exemplo disso, com milhões de tweets a cada segundo. Se fossem afixados todos sem escrutínio não haveria interface nem utilizador que conseguisse lidar com toda essa informação.

O serviço de entrega de refeições Deliveroo no Reino Unido está a tirar partido desta tecnologia para ganhar vantagem sobre a sua concorrência. A marca promove o serviço como uma experiência premium no ramo das entregas de refeições, por permitir fazer o tracking em tempo real de todo o processo, desde que a refeição começa a ser confecionada até ser entregue.

O sucesso destas empresas deve-se em parte à experiência de utilização que os seus serviços proporcionam e será uma questão de tempo até que as suas concorrentes tomem consciência disso e optem por oferecer as mesmas funcionalidades, tornando-as assim essenciais para estes negócios.

Este rápido crescimento das tecnologias que permitem aceder à informação em tempo real fará com que em breve se transformem em rotinas sem as quais podemos passar, quer seja a consultar a hora de partida de um comboio ou a controlar o aquecimento de nossa casa em aplicações criadas para o efeito. São também muito comuns em sites de booking e em lojas online, mostrando as vagas disponíveis de um determinado alojamento ou quantas pessoas estão a ver o mesmo artigo naquele momento, encorajando o utilizador a comprar antes que esgote.

Estas empresas já permitem localizar os seus serviços ou mostrar aos seus utilizadores dados em tempo real, se a sua interface não oferece este tipo de experiência o mais provável é que a concorrência lhe esteja a passar à frente...

Jorge Mendes