Double Robô

Opinião.25 Jun 2015

Double - O robô que nos transporta

O mundo tornou-se mais pequeno e flexível. Atualmente, milhares de utilizadores interagem remotamente com outras pessoas através de videoconferência. Seja a nível pessoal ou profissional já conseguimos simular a nossa presença a quilómetros de distância.

Em conversa com uma amiga, que já experimentou o equipamento, fiquei a conhecer o Double - o robô desenvolvido e comercializado desde 2013 pela empresa Double Robotics. Este robô não é nada mais nada menos do que um iPad ligado a duas rodas (estilo Segway), só que ao contrário das soluções "tradicionais", como por exemplo o Skype ou qualquer outra app de videoconferência presente num smartphone/laptop, o utilizador pode de facto controlar fisicamente o Double pelo espaço envolvente via iPad, iPhone, iPod touch ou desktop através do Chrome.

O robô tem altura variável entre 120cm e 150cm e está equipado com uma bateria com autonomia até 8 horas. É através de Bluetooth que se conecta com o iPad e com Wi-Fi ou dados 4G/LTE que se liga ao utilizador.

Não dá para negar a utilidade deste robô, no entanto a experiência pode ser um pouco desconcertante e dá azo a algumas piadas. Afinal de contas é a cara achatada de uma pessoa a andar de um lado para o outro. No entanto passada a curiosidade inicial o Double até se pode tornar numa útil ferramenta de trabalho, a ligação wireless tem é de ser boa senão o robô congela.

Numa primeira análise, o conceito do Double e de outros robôs, como por exemplo o AVA 500 da iRobot´s, é fantástico. Ao aproximarmos as pessoas que não podem estar fisicamente presentes, conferindo-lhes em simultâneo mais autonomia, diminuímos a falha de interação humana evidente nestas situações.
Ainda que o conceito seja bom são precisos ajustes no desenvolvimento destes equipamentos. Alguns utilizadores identificaram problemas no Double que põem em causa toda a ideia de "autonomia". Por exemplo, um utilizador não se consegue ligar ao Double se o iPad estiver desligado ou em modo "sleep". Se o iPad estiver com a app ativa não entra em modo sleep mas se uma pessoa carrega o robô e esquece-se de carregar o iPad ou vice-versa a utilização fica comprometida. Esta dependência é muito limitadora.
O Double não tem sensores que detetem obstáculos e portanto o utilizador está por sua conta e risco no que toca à navegação do robô pelo espaço. Para facilitar a empresa colocou um espelho apontado para a câmara traseira do iPad que permite visualizar a área em redor das rodas mas o utilizador tem de estar sempre a alterar o modo de visão de uma câmara para outra o que torna a tarefa menos intuitiva. Visão em simultâneo poderia solucionar este problema.

Este equipamento custa $2,499 e não inclui iPad, ou seja, tem de ser comprado em separado. Não é a ferramenta mais barata do mundo e não é para todos os utilizadores ou empresas, ainda assim, para quem necessite de comparecer a uma reunião no outro lado do mundo o Double pode ser uma solução.

Aqui ficam alguns vídeos que ilustram as potencialidades do Double:
Double Overview
Double Presentation
The Verge Experience


Imagens (source) - Double Robotics

Catarina Acúrcio