Opinião.17 Jan 2011

Design de Revistas

Após vários anos de crescente popularidade, muitos foram os que previram que a televisão ou mesmo a internet acabaria com as revistas impressas.
Para contrariar esta previsão, as revistas em formato impresso foram-se adaptando, seleccionando e organizando a informação que muitas vezes se encontra online mas de um modo mais disperso.

A palavra "revista" tem origem árabe e significa armazém. Sob a forma de pedaços de informação, de artigos e fotografias, as revistas dos nossos dias exibem elementos de estilo e tendências da nossa actualidade de forma mais contemporânea. Esta adaptação, face a um mundo cada vez mais tecnológico, é crucial para a vida e sobrevivência deste formato.
É neste contexto que a tarefa do designer é dupla. Primeiro, deve conferir expressão e personalidade aos diversos elementos, para que estes possam ser reconhecidos pelo leitor fidelizando-o à publicação. Em segundo, os elementos reunidos devem ser organizados para que o leitor possa encontrar os assuntos nos quais está interessado no "armazém".

São várias as razões pelas quais é pouco provável que as revistas em formato impresso desapareçam. Estamos a falar de pequenos hábitos que ocupam um lugar especial na cultura popular de diversos leitores. Penso que enquanto existir um grupo de pessoas interessado num determinado assunto, vai sempre existir uma revista.

O porquê do formato impresso quando existem várias edições online?!
É um pouco como a questão dos livros se sobreporem às constantes ameaças que o download digital implica. Algumas pessoas continuam a desfrutar do formato impresso de um modo que não desfrutam dos média digitais, pelo menos no que diz respeito a hábitos de leitura.
A impressão tem ainda a vantagem, principalmente em edições periódicas, de permitir coleccionar os vários números tirando partido da sensação de tacto e volume. Este sentido de colecção parece, pelo menos, mais permanente do que os ficheiros arquivados num disco rigído.

Outra das razões reside no factor tecnologia. O mundo virtual enaltece as actividades que um dia serão reconhecidas como artes. Estes produtos manuais e impressos serão cada vez mais desejáveis porque são também mais raros e consequentemente mais valiosos. No final, apesar da difícil competição com os média digitais em termos de interactividade, os leitores continuam a retirar mais prazer das suas revistas enquanto objectos físicos e únicos.

Aqui ficam algumas sugestões de revistas impressas na área de design:
Computer Arts Portugal
Computer Arts UK
Practical Webdesign
Web Designer

Catarina Acúrcio