Opinião.25 Jul 2011

Dedicated vs Adaptative Design

O número de acessos à web a partir de dispositivos móveis, tendo como referência 2009, quase triplicou e é quase certo que continuará a crescer a bom ritmo tendo em conta o tipo de acesso, quase idêntico ao de um desktop, que os novos browsers como o iOS e o Android permitem. Tal como cresce o mercado mobile, também crescem as expectativas dos consumidores e das empresas, ávidos por explorar as potencialidades destes dispositivos.

Com este propósito em mente muitas empresas desenvolveram estratégias para disponibilizar informação e serviços aos seus visitantes mobile. É importante ter em conta que a estratégia a adoptar pode variar profundamente de caso para caso, dependendo da área de negócio em causa.

Um website optimizado para plataformas mobile geralmente oferece um tipo de acesso e experiência muito diferente de um website optimizado para desktop. Estes websites podem exigir um elevado volume de pesquisa e análise, de modo a estabelecer prioridades que permitam disponibilizar de forma adequada o conteúdo mais relevante.
Websites como o ebay e a Amazon adoptaram estratégias muito diferentes para os acessos desktop e mobile, porque compreendem que o tamanho do ecrã e o tamanho dos ficheiros têm sérias implicações nos acessos mobile.

Os browsers mais recentes, incluindo os mobile, já estão preparados para recolher informação do dispositivo que está a aceder ao website e determinar a altura, a largura e a orientação da janela de browse para, desse modo, ajustar a interface ao dispositivo em causa. As Media Query como são designadas, começaram a ganhar popularidade quando as empresas que desenvolvem e dão suporte aos browsers adoptaram a norma CSS3 da W3C. Isto levou a que um maior número de web developers começassem a utilizar Media Query's para oferecer aos seus visitantes interfaces que se adaptam ao equipamento (Adaptative Design).

Estes layouts que se adaptam ao dispositivo podem utilizar como base os conteúdos que estão no website para desktop, no entanto é necessário estabelecer prioridades para que nos layouts mais estreitos, em que os conteúdos ficam numa única coluna, coloquem no topo os mais relevantes. É importante ter em conta que as imagens também devem estar preparadas para este escalonamento, definindo uma largura máxima que se adeque aos diversos suportes.

Esta abordagem reforça o conceito "One Web" que encara a internet como um meio universal que se deve adaptar ao ambiente de cada utilizador. Utilizando Media Query podemos de facto criar um único website, optimizado tanto para mobile como para desktop.

Apesar de tudo a estratégia a adoptar deve ser orientada ao conteúdo, aos objectivos e ao utilizador. Uma análise mais cuidada do analytics do website pode mostrar que uma grande parte dos visitantes usam dispositivos móveis e que o tempo extra consumido a optimizar este tipo de acesso representa um benefício óbvio para a empresa.

Jorge Mendes