Opinião. 2 Dez 2011

Branding

As vantagens do Branding de uma marca tornam-se mais percetíveis à medida que o tempo passa porque envolvem aspetos como a identificação, reconhecimento e fidelização dos consumidores. Em termos gerais Branding é a perceção global da marca a nível emocional e não tem a ver exclusivamente com o logótipo adotado ou como este é aplicado.

Pode dizer-se que o Branding é uma disciplina complexa porque na realidade tanto os responsáveis pela marca como os designers tentam perceber como posicionar a empresa, ou como torná-la única, pois só dessa forma poderá conseguir um lugar na mente do seu publico. Mas na realidade não se trata do que a empresa ou o designer pretendem mas da perceção dos consumidores.

Uma empresa com um Branding bem estruturado acaba por conquistar um lugar no nosso subconsciente. Quando pensamos em inovação podemos fazer uma associação com os produtos da Apple, da mesma forma que nos lembramos da Adobe quando falamos de ferramentas de design. O objetivo das empresas é alcançar o reconhecimento da sua marca conquistando o coração e a mente dos consumidores. Esta conquista significa que o seu publico conhece a marca o suficiente para prever o seu comportamento e depositar nos seus produtos a confiança que determinam a sua escolha.

Como designers podemos ajudar a construir uma imagem que seja reconhecida facilmente. Esta imagem deve depois ser desenvolvida de forma consistente porque uma vez alcançado o reconhecimento é necessário mantê-lo. O design é apenas uma pequena parte do Branding, um logótipo por melhor executado que seja não servirá de grande coisa se o consumidor tiver uma perceção errada da marca. Apesar disso um design de qualidade ajuda a construir uma base sólida para a marca se desenvolver.

Se é suposto reconhecer-se a marca por determinadas qualidades ou comportamentos é fundamental que o logótipo e os suportes onde é utilizado não traiam essa intenção. Para conseguirmos que as marcas fiquem na memória dos consumidores é necessário que as formas e cores sejam fáceis de memorizar e identificar. Podemos também contribuir com o estudo e criação das embalagens e todos os elementos que rodeiam os produtos uma vez que estes têm um papel preponderante na forma como os consumidores percebem e recordam a marca.

O ponto de partida deve ser sempre procurar entender o publico e a forma como vê a nossa marca, depois é necessário potenciar, ou corrigir, essa perceção para alcançar o desejado reconhecimento.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Jorge Mendes